CENTRAL DO CLIENTE
Valorize a vida. Preserve células-tronco.

Por que apostar em um banco privado para a coleta e armazenamento de células-tronco do cordão umbilical?

Entre os assuntos mais debatidos neste momento atual da sociedade tem sido, sem dúvida, a importância de se coletar ou não as células-tronco do cordão umbilical.

Há muitos mitos sobre esse tema e também para muitas pessoas é difícil pensar na possibilidade de doenças nesta etapa de emoção e expectativa do nascimento de um ser.

Já outro erro comum é buscar a melhor oferta do mercado. “O importante é procurar não apenas um banco de armazenamento, mas um centro de terapia celular especializado na coleta, processamento, armazenamento e utilização das células-tronco sangue de cordão umbilical e que acompanha todo o processo da coleta”, explica dr. Adelson Alves, fundador da CordCell, empresa completa e pioneira em todos os processos dessa área de saúde.

Por que apostar em um banco privado para a coleta e armazenamento de células-tronco do cordão umbilical?
  •  As chances de se encontrar uma medula óssea compatível pode chegar a ser de uma em um milhão em um banco público;
  •  Compatibilidade entre mãe e filhos- a probabilidade é de até 25%;
  •  Irmãos têm 47% de chance de que as células-tronco sejam compatíveis, caso necessite de um transplante, ou seja, um percentual altíssimo;
  •  Material genético 100% compatível da própria pessoa.
Caso de compatibilidade de células-tronco entre mãe e filha:
  •  Fabricie Marcele Wilbert, 38 anos, com Leucemia Mielóide Crônica durante a gestação;
  •  A mamãe coletou e armazenou com a CordCell as células-tronco do cordão umbilical da filha ao nascer;
  •  O material armazenado pode auxiliar não só o recém-nascido, mas outros membros da família, claro, de acordo com testes de compatibilidade;
  •  A probabilidade de compatibilidade neste caso é de até 25%.
Atenção antes de coletar as células-tronco do cordão umbilical:
  •  Procurar não apenas um banco de armazenamento, mas um centro de terapia celular;
  •  Que essa empresa seja especializada na coleta, processamento, armazenamento e utilização das células-tronco sangue de cordão umbilical;
Como funciona a coleta e o armazenamento na CordCell?
  •  Procedimento simples e rápido, que não interfere com o nascimento do bebê;
  •  A coleta é realizada logo após o parto quando o obstetra “ corta” o cordão umbilical separando a mãe do bebê;
  •  Neste momento o enfermeiro aproxima-se do obstetra e faz a coleta do sangue presente no cordão umbilical com uma agulha conectada a uma bolsa estéril;
  •  Este procedimento não traz riscos para mãe e nem para o bebê, podendo ser realizado nos diversos tipos de parto;